Arquivo do Mês para outubro, 2013

Biografia de Antunes Severo disponível na biblioteca da Udesc

Vice-reitor da Udesc, prof. Marcus Tomasi, jornalista Ana Lavratti, diretora Geral interina da Esag, prof.ª Carolina Andion, e Antunes Severo

 

A jornalista Ana Lavratti e o Comendador da Comunicação Antunes Severo foram recebidos no dia 18 de outubro pelo Vice-Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina, Marcus Tomasi, para oficializar a inclusão do livro “Antunes Severo, o menino do arroio Itapevi” no acervo da Biblioteca da Udesc. Lançada pela editora Insular em agosto de 2012, justamente na data em que Severo completou 80 anos, a obra resgata a história do fundador do Diretório Acadêmico de Administração e Gerência (DAAG), aluno da primeira turma da ESAG, hoje professor aposentado pela Udesc e merecedor da principal outorga da comunicação em Santa Catarina.

Com sua primeira edição esgotada, o livro resgata em 156 páginas os momentos mais marcantes na vida de Antunes Severo, que entre outros reconhecimentos foi escolhido o Melhor Animador do Rádio do Paraná, em 1956, e novamente em Santa Catarina, no ano seguinte. Foi em Florianópolis, inclusive, que o radialista gaúcho passou a conciliar as carreiras dentro e fora do estúdio, participando da implantação de empresas e entidades de grande expressão, como a ADVB-SC, onde foi presidente interino até a realização do primeiro pleito, e a agência Propague, uma das mais longevas e bem sucedidas do país.

Com prefácio de Sonia Bridi, escritora e repórter da TV Globo, apresentações do jornalista Moacir Pereira, da RBS, do publicitário Roberto Costa, presidente da Propague, e do professor Eduardo Meditsch, doutor em Ciências da Comunicação, o segundo livro da jornalista Ana Lavratti já integra o acervo da Biblioteca Pública de Santa Catarina, projetos Floripa Letrada e Barca dos Livros, bibliotecas da Academia Catarinense de Letras e da Câmara Catarinense do Livro.

TRAJETÓRIA: Nascido no interior do Rio Grande do Sul, em uma família de poucos recursos, Antunes Severo desbravou desde cedo os meandros das dificuldades sociais: ficou órfão antes mesmo de conhecer o pai, viveu de favor na casa de parentes, fez trabalhos forçados para ajudar na renda da família, cresceu sem estudo, sem cidadania, sem ao menos um documento que o identificasse. Mas nenhum obstáculo, econômico ou social, era maior do que seu sonho de trabalhar na rádio… onde conquistou o sucesso, conviveu com ícones da comunicação catarinense, como os irmãos Zigelli, e conheceu a esposa, Nivalda Jacques, com quem vive há mais de 50 anos.

“Eu sou alguém que tinha tudo para dar errado e ainda assim deu certo, e é por isso que tive a coragem de compartilhar a minha história, na esperança de que ela convença um leitor desanimado a não abrir mão do seu sonho e da sua vocação”, resume o personagem da biografia, com a experiência e o respaldo de quem chegou a Coordenador da pós-graduação na ESAG/UDESC, gerente executivo na implantação da RBS TV em Santa Catarina e Secretário de Estado da Comunicação no Governo Pedro Ivo. “Em todo esse convívio e trabalho de pesquisa, o que mais me impressionou não foi a soma do que o profissional Antunes Severo fez em 60 anos de carreira, mas o quanto continua fazendo, como editor do Instituto Caros Ouvintes, como diretor da ONG FloripAmanhã, como escritor e mentor de inúmeros projetos”, observa a autora, Ana Lavratti.

A AUTORA: Graduada em Comunicação Social pela UFSC, Ana Lavratti acumula experiência na mídia impressa, eletrônica e em assessoria de comunicação. Em mais de 20 anos de profissão, foi editora de cultura no Diário Catarinense, apresentadora do Jornal da TVBV e correspondente da BAND em Santa Catarina. Em 2002, escreveu o livro “Seus Olhos – Depoimentos de quem não vê como você nunca viu”, com prefácio de Mario Prata. A renda da primeira edição, com 5 mil exemplares, foi integralmente revertida para a Associação Catarinense para Integração do Cego. Atualmente, é sócia do escritório de comunicação Informação, com portfólio no www.analavratti.com.br

Carinhosas palavras de J. Pimentel

Antunes Severo:

Caro amigo, ainda me recuperando dos traumas de uma cirurgia dramática, li com muito carinho o excelente livro sobre sua vida. A história, singela e competentemente narrada por essa menina tão sensível, me comoveu intensamente, dada a similitude com algumas fases da minha própria vida.

Se já o admirava, passei a admirá-lo mais ainda.

Por outro lado, finalmente saiu a edição do meu livro, uma biografia do compositor baiano Assis Valente para a coleção Gente da Bahia. Gostaria que me enviasse seu endereço completo, com CEP, etc, para que possa lhe enviar um exemplar.

Recebi também, com muita tristeza, o anúncio do fim do GPR (Grupo de Profissionais do Rádio, de São Paulo), mais uma triste constatação de que já não há mais qualquer interesse em valorizar o meio.

De resto, estou enviando para sua apreciação, um desabafo que recebi por e-mail de um amigo profissional de rádio, cujo desabado resume o que estão fazendo com o meio que já nos deu tanto orgulho.