LIVRO

Dentro da programação alusiva aos seus 80 anos, a Associação Catarinense de Imprensa lançou a biografia do radialista, publicitário, professor, executivo e empresário da comunicação Antunes Severo. O livro “Antunes Severo, o menino do arroio Itapevi” tem autoria da jornalista Ana Lavratti e chegou ao mercado justamente no dia em que seu personagem completou 80 anos, em 2 de agosto.

Editada pela Insular, a obra resgata em 156 páginas os momentos mais marcantes na vida deste “guru” da comunicação. Com atuação em inúmeras rádios, Antunes Severo, entre outros reconhecimentos, foi escolhido o Melhor Animador do Rádio do Paraná, em 1956, e novamente em Santa Catarina, no ano seguinte. Foi em Florianópolis, inclusive, que o radialista gaúcho passou a conciliar as carreiras dentro e fora do estúdio, participando da implantação de empresas e entidades de grande expressão, como a ADVB-SC, onde foi presidente interino até a realização do primeiro pleito, e a agência Propague, uma das mais longevas e bem sucedidas do país.

A jornalista Sonia Bridi, escritora e repórter da TV Globo, assina o prefácio do livro, que também tem apresentações do jornalista Moacir Pereira, da RBS, do publicitário Roberto Costa, presidente da Propague, e do professor e doutor em Ciências da Comunicação, Eduardo Meditsch. Colega de faculdade de autora e de trabalho do personagem, Sonia Bridi destaca a mensagem inspiradora deixada por essa história: “A soma das décadas acompanhando a vida do menino de Itapevi deixa aquela convicção de que não há predestinados: há os lutadores, que se impõem desafios maiores que eles mesmos, e que, ao vencê-los, premiam a todos nós”.

Nascido no interior do Rio Grande do Sul, em uma família de poucos recursos, Antunes Severo desbravou desde cedo os meandros das dificuldades sociais: ficou órfão antes mesmo de conhecer o pai, viveu de favor na casa de parentes, fez trabalhos forçados para ajudar na renda da família, cresceu sem estudo, sem cidadania, sem ao menos um documento que o identificasse. Mas nenhum obstáculo, econômico ou social, era maior do que seu sonho de trabalhar na rádio… onde conquistou o sucesso, conviveu com ícones da comunicação catarinense, como os irmãos Zigelli, e conheceu a esposa, Nivalda Jacques, com quem vive há 54 anos. “Eu sou alguém que tinha tudo para dar errado e ainda assim deu certo, e é por isso que tive a coragem de compartilhar a minha história, na esperança de que ela convença um leitor desanimado a não abrir mão do seu sonho e da sua vocação”, resume o personagem da biografia, com a experiência e o respaldo de quem chegou a Coordenador da pós-graduação na ESAG/UDESC, gerente executivo na implantação da RBS TV em Santa Catarina e Secretário de Estado da Comunicação no Governo Pedro Ivo. “Em todo esse convívio e trabalho de pesquisa, o que mais me impressionou não foi a soma do que o profissional Antunes Severo fez em 60 anos de carreira, mas o quanto continua fazendo, como editor do Instituto Caros Ouvintes, como diretor da ONG FloripAmanhã, como escritor e mentor de inúmeros projetos”, observa a autora, Ana Lavratti.

O PERSONAGEM:

– Quando Sargento, comandou o Show de Calouros da ZYK-6 Rádio Clube de Três Corações/MG;
– Trabalhou nas rádios Rio Negro (PR), Rádio Marumby (PR), Rádio Clube Paranaense (PR), Rádio Diário da Manhã (SC), Rádio Guaíba (RS), Rádio Difusora de Itajaí (SC), Rádio Guarujá (SC);
– Secretário Geral na primeira gestão da Associação Paranaense de Rádio;
– 1956: Escolhido Melhor Animador do Rádio do Paraná;
– Executivo no processo de lançamento da Rádio Difusora de Itajaí/SC;
– Fundador da agência de publicidade A.S. Propague, que na época levava suas iniciais;
– Chefe de gabinete da Secretaria de Imprensa do Governo do Estado, com Adolfo Zigelli;
– Primeiro presidente do Diretório Acadêmico da ESAG;
– Graduado em Administração pela ESAG; com Especialização em Administração Pública;
– Professor (aposentado) da ESAG;
– Coordenador do Curso de Pós-graduação em Marketing da Udesc;
– Assessor de Imprensa da Reitoria da Udesc;
– Mestre pela Udesc, com a dissertação O Ensino da Administração: os casos da Fundação Getúlio Vargas e da Fundação de Estudos — Superiores de Administração e Gerência;
– Primeiro gerente comercial e gerente executivo da RBS Santa Catarina, de 1979 a 1983;
– Gerente de marketing da Band SC, então TV Barriga Verde, de 1983 a 1985;
– Diretor comercial do jornal O Estado, de 1985 a 1987;
– Secretário de Comunicação do Governo de Santa Catarina, nos anos de 1987 e 1988;
– Fundador e primeiro presidente da ADVB-SC, nomeado após grande mobilização pra a implantação da Seccional;
– Em atuação no Instituto Caros Ouvintes, como diretor de comunicação da ONG FloripAmanhã e na confraria dos ComGurus.

Ficha Técnica
Antunes Severo. O menino do arroio Itapevi
Autora: Ana Lavratti
Editor: Nelson Rolim de Moura
Capa: George Alberto “Picolé” Peixoto
Revisão: Lia Rosa Leal
Diagramação e arte-final: Carlos Serrao
152 páginas
Editora Insular
ISBN 978-85-7474-611-1