Presidente do Instituto Caros Ouvintes recebe título de “cidadão honorário de Florianópolis”

Nesta segunda-feria (23/03), dia do aniversário de 289 anos de Florianópolis, o presidente do Instituto Caros Ouvintes, Eurides Antunes Severo, foi homenageado pela Câmara de Vereadores da capital catarinense com o título de Cidadão Honorário, em solenidade às 19h no Plenário Osni Régis na Assembléia.

Segundo a Câmara,o título é “destinado a homenagear pessoas ou entidades, não florianopolitanos que, reconhecidamente, tenham prestado serviços relevantes ao Município, Estado, União ou à Humanidade”.

Trajetória

Nascido no interior do Rio Grande do Sul, em uma família de poucos recursos, Antunes Severo desbravou desde cedo os meandros das dificuldades sociais: ficou órfão antes mesmo de conhecer o pai, viveu de favor na casa de parentes, fez trabalhos forçados para ajudar na renda da família, cresceu sem estudo, sem cidadania, sem ao menos um documento que o identificasse. Mas nenhum obstáculo, econômico ou social, era maior do que seu sonho de trabalhar na rádio… onde conquistou o sucesso, conviveu com ícones da comunicação catarinense, como os irmãos Zigelli, e conheceu a esposa, Nivalda Jacques, com quem vive há mais de 56 anos.Destacou-se também como Coordenador da pós-graduação na ESAG/UDESC, gerente executivo na implantação da RBS TV em Santa Catarina e Secretário de Estado da Comunicação no Governo Pedro Ivo.

O Título de Cidadão Honorário é destinado a homenagear pessoas ou entidades, não florianopolitanos que, reconhecidamente, tenham prestado serviços relevantes ao Município, Estado, União ou à Humanidade. Foram homenageados:

– Sra. Elizabeth Tereza Donato das Neves; – Sra. Lélia Pereira da Silva Nunes; – Sra. Sibila Loureiro Goulart; – Sra. Elaine Jussara Tomazzoni; – Sra. Carlinda Tinoco Cis; – Sra. Rosangela de Souza Alves; – Sra. Luiza Gutierrez; – Sr. Marcelo Cardoso; – Sr. Walter Filho; – Sr. Silvio Ferreira de Brito; – Dr. Hélio Rubens Brasil; – Sr. Leandro Ferrari Lobo; – Sr. Marcelo Perez Alfaro; – Sr. José Manoel Ribeiro – Maestro Zezinho; – Sr. Fábio Felipe Garcez Schmidt; – Sr. Richard Lourenço da Silva; – Sr. Matheus Fayad Mangueira Lopes; – Sr. César Torres Albernaz; – Sr. Marcos Vicente dos Santos; – Sr. Roberto Ritter Von Jelita; – Sr. Paulo Benjamin Fragoso Galloti; – Sr. Paulo Antonio Localtelli; – Sr. Albeneir Marques Pereira; – Sr. Fulvio Santa’Helena; – Sr. Antunes Severo; – Ministro do Trabalho, Manoel Dias.

Publicado em 23/03/2015 pelo site www,carosouvintes.org.br | Foto: Charles Guerra/RBS SC

Clã dos Jacques Severo comemora os 82 anos do patriarca

Foi numa tarde do início de agosto que parte dos Jacques Severo se reuniu em comemoração dos 82 anos do marido, pai, avô e bisavô Antunes Severo. A tarde estava linda e a foto é o registro da alegria de parte da tribo que compareceu: Nivalda (Pretinha de blusa branca), atrás, eu ladeado pelas filhas Jasmine e Giane; a neta Elisa (filha da Gisele, de óculos escuros), Jacqueline (filha), Ana Carolina (bisneta, filha da neta Giane) no colo da Mariana (neta), e fechando: a neta Giane casada com o Robson. Foto do acervo da Neta Mariana. Local: Cafeteria Paris do Supermercado Imperatriz do Estreito, Florianópolis, 2014.

Alesc presta homenagem à ADVB/SC pelos seus 30 anos

Severo, primeiro presidente da ADVB/SC entre os deputados Caramori, Knaesel e Ponticelli, presidente da Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) prestou homenagem na noite desta terça-feira (15), à Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC) pelos 30 anos de fundação da entidade. A sessão solene, realizada no Plenário Osni Régis, foi proposta pelo deputado Gilmar Knaesel (PSDB) e aprovada por unanimidade pelos parlamentares.

Em seu discurso, o fundador da ADVB/SC, Eurides Antunes Severo, destacou o cenário de crise econômica e o contexto político de luta pela redemocratização que marcaram o país no ano de criação da entidade. “Quando se tem um propósito e perseverança, os obstáculos deixam de ser intransponíveis e passam a ser estímulos para a nossa criatividade”, afirmou.”Assumimos a missão de desenvolver e reconhecer as práticas de marketing e vendas, fomentando relacionamentos e a difusão de ideias que agregassem valor à cidadania da sociedade catarinense, usando ingredientes como inovação, credibilidade, transparência, ética, responsabilidade social”, complementou.

O presidente da Associação dos Jornais do Interior e membro do Conselho Deliberativo da ADVB/SC, Miguel Ângelo Gobbi, também esteve presente no evento, e destacou que a entidade desempenha um papel de fomentar a economia do Estado. “É preciso entender as mudanças de tendências e capacitar o empresariado, intensificando a competitividade nas atividades que exercem. Isso implica em interferências positivas na economia catarinense frente a outros mercados”. Em meio aos diversos setores envolvidos, explica Gobbi, estão os proprietários de jornais, empresários da área de comunicação.

Para o atual presidente da ADVB/SC, Octavio René Lebarbenchon Neto, o papel da entidade é fortalecer as empresas catarinenses e construir marcas perenes, tendo como base os pilares de capacitação, relacionamento e reconhecimento. “Nem os desafios atuais, como a burocracia, deficiências em áreas como infraestrutura e legislação trabalhista e fiscal, nem aqueles trazidos pela inflação galopante dos anos 1980 foram grandes o suficiente para que os empreendedores deste Estado desistissem de criar marcas fortes, símbolos de empresas sólidas, reconhecidas pela qualidade do que produzem e pela eficiência na gestão”.

O presidente interino da Assembleia Legislativa, deputado Joares Ponticelli (PP), parabenizou a entidade pelas três décadas de atuação. “Em nome dos integrantes do Parlamento, cumprimento todos os que fizeram e fazem desta história mais uma referência, mais um case de sucesso com a cara dos catarinenses, povo que tem esse jeito de fazer tão bem e de se superar em cada iniciativa”.

Histórico

A ADVB/SC foi criada em 1984 para desenvolver e premiar práticas de marketing e vendas. Atualmente a entidade possui dez regionais, atuando diretamente em Blumenau, Brusque, Caçador, Chapecó, Criciúma, Grande Florianópolis, Itajaí, Joinville, Lages e Tubarão. Além de oferecer aos associados cursos na área de gestão e marketing, a ADVB/SC promove, anualmente, os prêmios “Top de Marketing e Venda”, “Top Turismo”, “Prêmio Empresa Cidadã” e “Personalidade de Vendas”.

Homenagens

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina concedeu honraria à ADVB/SC, representada pelo presidente da entidade, Octavio René Lebarbenchon Neto. Na ocasião, o Parlamento e a associação também entregaram lembranças comemorativas ao fundador da associação, Eurides Antunes Severo; aos ex-presidentes executivos; à Federação Nacional das Associações dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil; e à Tractebel Energia, mantenedora da ADVB/SC há dez anos.

Ex-presidentes agraciados

Juarez Beltrão (presidente 2012/2013)

Maria Carolina de Linhares (presidente 2010/2011)

Carlos Joffre do Amaral Netto (presidente 2008/2009)

Natanael Santos de Souza (presidente 2006/2007)

Giancarlo Tomelin (presidente 2002/2005)

José Carlos Portella Nunes (presidente 2000/2001)

Carlos Woloski Mussi (presidente 1998/1999)

Derly Massaud de Anunciação (presidente 1998)

Paulo Prisco Paraíso (presidente 1994/1997)

Roberto Luz da Costa (presidente 1990/1993)

Luiz Nozar (presidente 1984/1989)

Antunes Severo, primeiro presidente

[ ADJORI/SC 16/7/2014 17:15:00 ]

Ícone da propaganda catarinense será homenageado no 7º Encontro da Imprensa de Santa Catarina

Professor e publicitário  Antunes Severo é o 1º nome anunciado para as homenagens do Encontro da Imprensa de Santa Catarina em Chapecó, previsto para agosto.

Pioneiro da propaganda barriga-verde, com 65 anos de atividade profissional, o professor Antunes Severo será homenageado no 7º Encontro da Imprensa Catarinense em Chapecó, programado para o dia dois de agosto, na sede campestre da CDL, no horário das 11 às 18 horas.

A festa reunirá 500 profissionais (jornalistas, radialistas, radiodifusores, publicitários, relações públicas, docentes, mídias etc) de todas as regiões do Estado e terá, como destaque, a homenagem a grandes nomes da comunicação barriga-verde pelo critério de distinção aos profissionais com 50 anos na atividade.

O 7º Encontro da Imprensa Catarinense está sendo organizado pela Associação Catarinense de Imprensa (ACI) e MB Comunicação Empresarial/Organizacional com apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó, com coordenação geral do diretor regional Marcos Antonio Bedin e supervisão do presidente Ademir Arnon.

Antunes Severo é o primeiro homenageado anunciado para este ano. Nascido e criado no interior de Rosário do Sul (RS), aos dezessete anos iniciou na comunicação, fazendo locução no serviço de alto-falantes Som Azul Estúdio. No ano seguinte, transferiu-se para a Rádio Marajá, integrando a primeira equipe de locutores da emissora rosariense.

Prestou serviço militar na Escola de Sargento das Armas, comandou o Show de Calouros da ZYK-6 Rádio Clube de Três Corações (MG). Profissionalmente, atuou nas rádios Rio Negro, Marumby, Colombo e Clube PRB-2, todas no Paraná; Rádio Guaíba, de Porto Alegre, e Diário da Manhã, Difusora de Itajaí e Guarujá, em Santa Catarina.

Exerceu funções nas áreas de programação, jornalismo e administração. Foi eleito três vezes o melhor animador de programas de auditório no Paraná e em Santa Catarina.

Em Florianópolis fundou, junto com Rozendo Lima, a agência de publicidade A.S. Propague, onde permaneceu por 15 anos. Foi chefe de gabinete da Secretaria de Imprensa com Adolfo Zigelli, no governo Konder Reis, e Secretário de Comunicação Social do Estado, no governo Pedro Ivo.

Foi assessor de imprensa da Reitoria da Udesc em 1978, gerente comercial e gerente executivo da RBS, em Florianópolis e Blumenau, de 1979 a 1983; gerente de marketing na Band SC, então TV Barriga Verde, de 1983 a 1985 e diretor comercial do jornal O Estado, de 1985 a 1987.

Participou da fundação e gestão da Associação Paranaense de Rádio, da Associação Catarinense de Radialistas e da Casa do Jornalista/Associação Catarinense de Imprensa. É sócio-fundador e primeiro presidente da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing (ADVB/SC), da Associação Catarinense de Propaganda, do Instituto Caros Ouvintes de Estudo e Pesquisa de Mídia, editor responsável do portal Caros Ouvintes, conselheiro da Associação FloripAmanhã e integrante da Confraria dos ComGurus.

Autor dos livros: Caros Ouvintes – Os 60 anos do rádio em Florianópolis, com Ricardo Medeiros (2005) e Memória da Radiodifusão Catarinense, com Marco Aurélio Gomes (2009). Criador e mantenedor do site www.antunessevero.com

É personagem do livro Antunes Severo – o menino do arroio Itapevi, escrito pela jornalista Ana Lavratti e publicado em 2012.

Antunes Severo é mestre em Administração pela Universidade do Estado de Santa Catarina e professor nos cursos de Comunicação Publicitária e Jornalismo e pós-graduação em Marketing nas universidades Udesc e UFSC.

Professor Antunes Severo será homenageado no 7º Encontro da Imprensa Catarinense em Chapecó. [Marcos Bedin | MB Comunicação Empresarial /Organizacional |marcos.bedin@mbcomunicacao.com.br ]

Biografia de Antunes Severo disponível na biblioteca da Udesc

Vice-reitor da Udesc, prof. Marcus Tomasi, jornalista Ana Lavratti, diretora Geral interina da Esag, prof.ª Carolina Andion, e Antunes Severo

 

A jornalista Ana Lavratti e o Comendador da Comunicação Antunes Severo foram recebidos no dia 18 de outubro pelo Vice-Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina, Marcus Tomasi, para oficializar a inclusão do livro “Antunes Severo, o menino do arroio Itapevi” no acervo da Biblioteca da Udesc. Lançada pela editora Insular em agosto de 2012, justamente na data em que Severo completou 80 anos, a obra resgata a história do fundador do Diretório Acadêmico de Administração e Gerência (DAAG), aluno da primeira turma da ESAG, hoje professor aposentado pela Udesc e merecedor da principal outorga da comunicação em Santa Catarina.

Com sua primeira edição esgotada, o livro resgata em 156 páginas os momentos mais marcantes na vida de Antunes Severo, que entre outros reconhecimentos foi escolhido o Melhor Animador do Rádio do Paraná, em 1956, e novamente em Santa Catarina, no ano seguinte. Foi em Florianópolis, inclusive, que o radialista gaúcho passou a conciliar as carreiras dentro e fora do estúdio, participando da implantação de empresas e entidades de grande expressão, como a ADVB-SC, onde foi presidente interino até a realização do primeiro pleito, e a agência Propague, uma das mais longevas e bem sucedidas do país.

Com prefácio de Sonia Bridi, escritora e repórter da TV Globo, apresentações do jornalista Moacir Pereira, da RBS, do publicitário Roberto Costa, presidente da Propague, e do professor Eduardo Meditsch, doutor em Ciências da Comunicação, o segundo livro da jornalista Ana Lavratti já integra o acervo da Biblioteca Pública de Santa Catarina, projetos Floripa Letrada e Barca dos Livros, bibliotecas da Academia Catarinense de Letras e da Câmara Catarinense do Livro.

TRAJETÓRIA: Nascido no interior do Rio Grande do Sul, em uma família de poucos recursos, Antunes Severo desbravou desde cedo os meandros das dificuldades sociais: ficou órfão antes mesmo de conhecer o pai, viveu de favor na casa de parentes, fez trabalhos forçados para ajudar na renda da família, cresceu sem estudo, sem cidadania, sem ao menos um documento que o identificasse. Mas nenhum obstáculo, econômico ou social, era maior do que seu sonho de trabalhar na rádio… onde conquistou o sucesso, conviveu com ícones da comunicação catarinense, como os irmãos Zigelli, e conheceu a esposa, Nivalda Jacques, com quem vive há mais de 50 anos.

“Eu sou alguém que tinha tudo para dar errado e ainda assim deu certo, e é por isso que tive a coragem de compartilhar a minha história, na esperança de que ela convença um leitor desanimado a não abrir mão do seu sonho e da sua vocação”, resume o personagem da biografia, com a experiência e o respaldo de quem chegou a Coordenador da pós-graduação na ESAG/UDESC, gerente executivo na implantação da RBS TV em Santa Catarina e Secretário de Estado da Comunicação no Governo Pedro Ivo. “Em todo esse convívio e trabalho de pesquisa, o que mais me impressionou não foi a soma do que o profissional Antunes Severo fez em 60 anos de carreira, mas o quanto continua fazendo, como editor do Instituto Caros Ouvintes, como diretor da ONG FloripAmanhã, como escritor e mentor de inúmeros projetos”, observa a autora, Ana Lavratti.

A AUTORA: Graduada em Comunicação Social pela UFSC, Ana Lavratti acumula experiência na mídia impressa, eletrônica e em assessoria de comunicação. Em mais de 20 anos de profissão, foi editora de cultura no Diário Catarinense, apresentadora do Jornal da TVBV e correspondente da BAND em Santa Catarina. Em 2002, escreveu o livro “Seus Olhos – Depoimentos de quem não vê como você nunca viu”, com prefácio de Mario Prata. A renda da primeira edição, com 5 mil exemplares, foi integralmente revertida para a Associação Catarinense para Integração do Cego. Atualmente, é sócia do escritório de comunicação Informação, com portfólio no www.analavratti.com.br

Carinhosas palavras de J. Pimentel

Antunes Severo:

Caro amigo, ainda me recuperando dos traumas de uma cirurgia dramática, li com muito carinho o excelente livro sobre sua vida. A história, singela e competentemente narrada por essa menina tão sensível, me comoveu intensamente, dada a similitude com algumas fases da minha própria vida.

Se já o admirava, passei a admirá-lo mais ainda.

Por outro lado, finalmente saiu a edição do meu livro, uma biografia do compositor baiano Assis Valente para a coleção Gente da Bahia. Gostaria que me enviasse seu endereço completo, com CEP, etc, para que possa lhe enviar um exemplar.

Recebi também, com muita tristeza, o anúncio do fim do GPR (Grupo de Profissionais do Rádio, de São Paulo), mais uma triste constatação de que já não há mais qualquer interesse em valorizar o meio.

De resto, estou enviando para sua apreciação, um desabafo que recebi por e-mail de um amigo profissional de rádio, cujo desabado resume o que estão fazendo com o meio que já nos deu tanto orgulho.

Deu no site AcontecendoAqui

Antunes, Roberto e Pedro

Desde a última quarta-feira, 28 de agosto, o Curso de Publicidade e Propaganda da Univali faz uma série de atividades em comemoração aos seus 15 anos. A programação iniciou com uma mesa redonda com fornecedores do mercado publicitário, reunindo Júnior Antonini, da Produtora Tumdum, Ricardo Giacomozzi, da Kadopress, Leonardo Felipi, da Iva Filmes, e Rúbia Germer, da Gráfica Tipotil. Em foco, as relações e problemáticas que envolvem agências e fornecedores.

No dia 29 a história da propaganda catarinense entrou em cena. Com Antunes Severo, Roberto Costa e Pedro Talhari, os alunos debateram a propaganda em Santa Catarina: passado, presente e perspectivas. Antunes Severo e Roberto Costa, além de contar histórias que mostraram a evolução da propaganda no Estado, deram conselhos e dicas aos futuros profissionais. Pedro Talhari, por sua vez, mostrou tendências e discutiu a forma de se fazer propaganda no momento atual.

Quando os paralelos se encontram

Meu caro. Terminei a leitura do livro ainda a pouco. Concluí que ao longo de nossas vidas tivemos muitas coisas em comum

José Ribeiro (Maestro Zezinho) entrevistado por Vitor Gnecco, no lançamento do livro Antunes Severo – o menino do arroio Itapevi, no Palácio Cruz e Sousa, em Florianópolis

Tive uma infância paupérrima. Fui radialista (sonoplasta, contraregra, discotecário, repórter policial e músico) na Rádio Eldorado de Criciúma. Estágiei como discotecário na Rádio Guaíba de Porto Alegre. Fui presidente do Grêmio Estudantil durante o período Ginasial – Ginásio Marista em Criciúma. Prestei serviço militar na Aeronáutica, Curso de Cabo em Canoas – RS. Fiz o curso de Ciências Contábeis UFSC. Fui professor Contabilidade Comercial na Academia Comércio Santa Catarina. Atuei como músico nas Rádio Diário da Manhã e Guarujá de Florianópolis. Meu primeiro casamento foi com uma radialista. Trabalhei como Contador da Empresa Editora O ESTADO Ltda. Por fim, somos espíritas e frequentadores do Núcleo Nosso Lar.

No livro, você fala que Odery Ramos integrou o cast da Rádio Difusora de Itajaí na tua gestão como Diretor. Tenho foto quando garoto cantando em programa de auditório apresentado por ele. Vive ainda?

Gostaria em alguma oportunidade de conversar descontraidamente alguns momentos contigo para relembrar algumas destas mesmas estradas que percorremos em tempos diferentes. Não pude deixar de me emocionar com a parte inicial do Livro. Abraços. Teu amigo Maestro José Ribeiro (Zezinho).

STAGIUM 10 – Serviços de Som Ltda | www.stagium10.com.br | stagium10@gmail.com | (48) 3246.2636 / 3035.7134 / 9954.6694

Comendador, maior honraria da radiodifusão de Santa Catarina

Eurides Antunes Severo e José Francisco Müller Bohner serão homenageados hoje na abertura do 15º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão.

Um dos destaques da cerimônia que começa às  20 horas, no Costão do Santinho, será a entrega da comenda Acaert, a maior honraria da radiodifusão de Santa Catarina, a dois profissionais do segmento, especialmente do rádio: Antunes Severo e Zeca Bohner. Antunes e José Francisco passarão a integrar o grupo de 29 outras personalidades já homenageadas, desde a fundação da Acaert, desde sua fundação em 1980.

O 15º Congresso de Rádio e Televisão, debate em sua versão de 2013 o tema “Cliente, nossa maior mídia”.

Até sexta-feira, profissionais de emissoras de rádio e televisão e das agências de propaganda, além de acadêmicos participarão de palestras com jornalistas e publicitários. ”Entendemos como cliente, não só o anunciante, mas sim o ouvinte e o telespectador”, disse o presidente do congresso e vice-presidente da Acaert, Mário Neves.

Estão confirmados os jornalistas Fábio Pannunzio (Band), Roberto Cabrini (SBT), Heródoto Barbeiro (RIC TV Record) e Tiago Leifert (Globo). O evento conta ainda com a participação de dirigentes Abert – Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão, Ministério das Comunicações e Anatel. (Redação com informações ND/Florianópolis) Site do Instituto Caros Ouvintes, 07 de agosto de 2013.

Entrega da comenda na noite do dia sete de agosto

Mário Neves (E), Antunes Severo, Joares Ponticelli

A homenagem aos dois radialistas, Antunes Severo e José Francisco Müller Bohner, fazia parte da solenidade de abertura do 15º Congresso Catarinense de Radiodifusão. A comenda da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão, desde que foi criada até o presente conta com 26 homenageados. Severo foi o 27º recebendo a condecoração das mãos do empresário e presidente do congresso, Mário Neves e do deputado Joares Ponticelli, presidente da Assembleia Legislativa do estado de Santa Catarina.

Antunes lê a mensagem. Ao fundo o pres. do 15º Congresso e o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina

Antunes Severo, convidado a falar, fez uma breve reflexão dizendo:

“A vida depende do ângulo em que cada um se coloca como parte do universo. Sou um entre sete bilhões de habitantes da terra; sou um entre os quase 200 milhões de brasileiros; sou um entre os seis milhões de catarinenses; sou um entre os 421 habitantes de Florianópolis; e, a partir deste momento, sou um entre os 26 comendadores da Acaert. Título que será honrado por mim e pela minha descendência per onminia seaculum seculorum. Sou grato ao meu pai e a minha mãe pelo amor com que me conceberam. Sou eternamente grato a esses dois camponeses que nasceram e morreram humildes e simples, como eu também ei de morrer”. No podcast você pode ouvir a matéria publicada pelo radiojornal Acaert Notícias.

Agradecendo os aplausos